Anónimo a 18 de Março de 2005 às 15:26
Fico tão feliz por te sentir feliz :) A nossa empatia não teve muita explicação nem precisamos dela. Aconteceu. Sentimos. E rimos, rimos muito, mas também já partilhámos dores e lágrimas, ainda que a maioria delas em silêncio. O tal silêncio que sabemos dar quando se conhece o outro quase como a nós mesmos, sabendo que o que ele escreve poderia ter sido escrito pela nossa mão. Gosto muito de ti e tu sabes isso :) Beijo enorme, azul e transparente :)Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)