comentar
publicado por pedro, em 07.05.05 às 00:00link do post | favorito
karinrashid.jpg

Design Karim Rashid - Evo series


O Prometido é de Vidro.

Anónimo a 11 de Maio de 2005 às 00:28
Eu sabia que tu sabias e tu sabias que eu me recordaria de imediato. Ofereceste-me o vidro inquebrável da tua amizade e eu ofereci-te a tua expressão nos rebuçados que se nos escapam por entre os dedos quando o desejo não é suficientemente forte para ser um querer :) Mas nós sabemos o que queremos e temos direito a esses rebuçados! :) Beijo nosso :)Carla
</a>
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 13:11
"Os desejos são vontades que me escorregam pelos dedos, escampam-me como rebuçados que não consigo saborear..."

Saudades também desta beleza tua. E claro que sabia que virias. Porque sabes tão bem...Pedro
(http://bauhaus.blogs.sapo.pt)
(mailto:bauhaus@sapo.pt)

Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 01:35
Estive a ler os comentrários anteriores e soltei um sorriso enorme! Tu sabias que eu iria recordar-me de imediato :) E foi devido a essa tua expressão que foi criado algo cujo título era 'Prometo-me uma lua só para mim'. E 'rezava' assim: 'Contemplo a noite rio acima, esbracejando pela aurora de um leito que se quer próxima... do peito...
Estalo os dedos e contraceno com a lua brilhante – como a desejo em mim, sem obrigação de ser noite, num céu estrelado com reflexos de cometas e fulgores cadentes que me calam a voz, sentindo o silêncio a percorrer-me os sentidos.
Os desejos são vontades que me escorregam pelos dedos, escapam-me como rebuçados que não chego a saborear... Mas eis que se veste uma noite aprumada, vem dançar comigo uma valsa que sei colorida, imponente no rigor dos passos e flamejante quando roça o meu corpo erguido. Irá oferecer-me o astro da minha imaginação, delicado no seu azul esbranquiçado, como se no céu se pudesse desenhar um sonho pintado à mão. Foi-me prometida uma lua. Prometi-a a mim mesma. Sou frágil, recortada por lembranças e nostalgias que me preenchem os olhos fechados.
Não quero morrer sem me sentar na lua e de lá lançar beijos e papoilas. Se tal não acontecer, irei de coração partido. Porque o prometido é de vidro...'. É para ti, uma vez mais, Pedro querido :) Beijo inquebrável.Carla
</a>
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

Anónimo a 10 de Maio de 2005 às 01:29
Que saudades dessa tua expressão :)) Fez-me recordar uma lua num poema :) Beijo transparente, Pedro querido.Carla
</a>
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

Anónimo a 9 de Maio de 2005 às 14:08
Espero que não seja eu a prestimosa pessoa.... Eu Prefiro abusar das acções e deixar as lógicas para os filósofos ou para quem estiver guloso de apanhar... ;opStela
</a>
(mailto:cla@clau.pt)

Anónimo a 7 de Maio de 2005 às 22:45
Acredito que sim ;)
Os teus trocadilhos, que só quem sabe, entende :)
carlag
(http://ofilmerevelado.blogspot.com/)
(mailto:revelacoes@gmail.com)

Anónimo a 7 de Maio de 2005 às 15:24
Destas peças, da MGLASS, a que resulta melhor é a de vidro transparente, na minha opinião. É a menos óbvia, a mais subtil. Quanto á frase, acho que ainda virá "alguém" explicá-la. Trocadilhos...Pedro
(http://bauhaus.blogs.sapo.pt)
(mailto:bauhaus@sapo.pt)

Anónimo a 7 de Maio de 2005 às 09:02
O que é mais frágil, diz-nos, que requer o dobro da atenção.
(Gosto de peças de formas diferentes. Gostei da forma dos brancos cristalinos;opacos e da cor, verde menta).carlag
(http://ofilmerevelado.blogspot.com/)
(mailto:revelacoes@gmail.com)

mais sobre mim
Maio 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
20
21

22
23
26
28

29
30
31


links
pesquisar
 
blogs SAPO