Anónimo a 30 de Junho de 2005 às 01:32
Pedro querido, este teu pensamento toca-me de uma maneira muito especial... e tu sabes porquê. Por vezes procuramos o que já não temos. Andamos de nariz no ar e nem vemos o que está mesmo por debaixo dos nossos olhos. E o pior de tudo é que não se pode voltar atrás. Não sem antes partir tudo o que se armou... Um beijo azul de um céu que conhecemos.Carla
</a>
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres